Quem me dera…

Quem me dera, quem me dera…,não sei…,um quarto que se arrumasse sozinho? Era bom, menos trabalho. Mas não, não é isso que eu quero.

Quem me dera ter algo de mágico, algo que me pusesse diferente dos outros, algo especial. Quem me dera, quem me dera!

Quem me dera voar! Sentir a fresca brisa do vento a bater-me no peito. Até chegávamos ao destino mais depressa.

Não! Quero uma coisa de maior significado para mim e para a minha família. Quem me dera ter serões com a minha mãe, e para isso o que eu tenho que pedir é que mudem o governo. Quem me dera!

Quem me dera que quando quisesse pedir um desejo, seja para mim ou para os outros, me concedessem. Era bom, realmente bom: até podia fazer uma lista.

Já agora, quem me dera ser uma personagem dum livro, onde podia ser tudo o que quero!

Por fim, “Quem me dera” que tudo isto se realizasse.

quem-me-dera2

Nota:

Autor do texto:  André Luís

Sombra da fotografia: Rafael (num dos seus momentos de “quem me dera”)

“Quem me dera” que continuassem (continuássemos) sempre crianças!

Feliz dia das Crianças – Quem me dera que seja FELIZ para TODAS!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s